Capa / Notícias / Notícia
 
 
Tamanho
   

JSB defende que o PSB seja protagonista da nova política

    
Brasil - 22/01/2016

O desafio do PSB é ser protagonista de uma nova política que seja capaz de ouvir os anseios da população, interpretá-los e, através da formulação de políticas públicas, com ações concretas, possam promover melhorias na vida das pessoas. Esta foi a conclusão dos socialistas que participaram da oficina promovida pela Juventude Socialista Brasileira (JSB), na manhã desta sexta-feira (22), no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre. Liderada pelo secretário nacional do movimento, Tony Sechi, e pela presidente da JSB/RS, Neusa Cavalheiro, a atividade reuniu lideranças de todo o país e abordou o tema ‘Uma Nova Política é Possível’.

Representante da executiva nacional e secretária-geral do PSB/RS, Mari Trindade fez uma avaliação da conjuntura política atual projetando os caminhos do PSB para o próximo período. “Eduardo Campos representava nossas bandeiras como ninguém e nos deixou um rico legado. Retomar o crescimento, com sustentabilidade, distribuir riqueza e trabalhar para os mais pobres, para aqueles que mais precisam de empoderamento, continuará sendo a tarefa do PSB”, disse. Mari defendeu que o PSB, a partir de sua base composta pelos movimentos dialogue com outras forças da sociedade civil para construir este protagonismo do PSB dentro da “Nova Política”.

A defesa do protagonismo socialista também foi defendida quando foi abordado processo eleitoral de 2016. Tony Sechi adiantou que o movimento projeta lançar candidaturas em pelo menos 10 capitais de todo o país. “Com a aprovação da minirreforma eleitoral e o término de doações de empresas para as campanhas teremos uma nova forma de disputa. Em 2016 será a eleição da postura e não da estrutura. Mais do que nunca a JSB está credenciada para marcar presença”, disse, destacando ainda que a Juventude Socialista Brasileira atua ativamente em 25 estados.

O painel “Uma Nova Política é possível” contou com as palestras do coordenador da JSB Nacional, na região centro-oeste, Raphael Sebba, do secretário da Juventude Socialista do DF, Rodrigo Dias e do Secretário de movimento estudantil da JSB/RS, Andrew Valadão. Sebba falou sobre que a crise de representatividade dos partidos é fruto do pragmatismo predominante no país e que a nova política passa pela ação ativa dos movimentos sociais, que são a essência do PSB. “Neste cenário de falência, o PSB precisa ser o protagonista de uma nova política, com a formulação de políticas públicas eficazes.” Já Dias, destacou que para a consolidação da nova política é preciso coerência e posicionamento ideológico para colocar em prática ações concretas. “Deve haver uma ruptura do modelo de governabilidade atual, que é marcado pela corrupção em detrimento do bem-estar social”.  Da mesma forma Valadão ressaltou que é preciso compreender as demandas e as necessidades da sociedade para que as ações sejam afinadas. “Precisamos identificar as vozes das ruas e traduzi-las em políticas públicas”.

O presidente da JSB Nacional Douglas Alves, o coordenador da Bancada do PSB na Assembleia Legislativa, Mário Bruck, o chefe de gabinete do deputado José Stédile, Rogério Salazar, o secretário de Juventude do PRB/RS, Gilberto Gomes Júnior, bem como integrantes de outros movimentos organizados do PSB, como a secretária-geral do MPS Nacional, Maria de Jesus, o representante da NSB/RS, Paulo Leites, integrantes do Núcleo de Cultura do PSB, além do presidente da Fracab, Antônio Lima, também prestigiaram a atividade, que foi realizada na sede da Federação Riograndense de Associações Comunitárias e Moradores de Bairro (Fracab).


Assessoria de Comunicação / PSB-RS

 

 

 

Notícias Relacionadas à Brasil
 
 
   
Copyright © 2011 Partido Socialista Brasileiro - PSB
SCLN 304, Bloco A, Sobreloja 01, Entrada 63